Anterior

📢  O telemóvel caiu na água? A P-Telemóveis repara.

Basta uma pequena pesquisa no Google com o tema “smartphone + arroz”, para se encontrar os mais variados artigos a prometer o milagre da “Técnica do Arroz”. Mas, até que ponto este mito é realmente verdade? Neste artigo, a P-Telemóveis vai explicar-te os prós e contras desta famosa técnica, assim como o porquê de a melhor solução a longo prazo, ser sempre entregar o teu telemóvel a especialistas, quando cai em água.

Curiosamente ou não, a maioria dos acidentes com água ocorrem em fins de semana, feriados e é claro, no verão. Isto porque são dias que fogem à rotina normal da semana e como tal, que criam maiores períodos de tempo de lazer e por sua vez, um maior uso do telemóvel (mas também, um maior descuido na sua utilização) – como o deixar à beira da piscina, levar para o WC para se ouvir música durante o duche, ou tirar selfies na praia.

Cerca de 30% dos equipamentos que dão entrada no Centro Técnico da P-Telemóveis, caíram em água ou têm vestígios de humidade. Um número elevado, tendo em conta que a juntar a esta, as avarias mais comuns são ecrã partido, conector de carga danificado e bateria viciada.

Cada vez mais o telemóvel tem uma maior importância nas nossas vidas e quem o tem, já não se imagina sem ele. Ora por causa de ser pequeno, prático e conter “um mundo de soluções e entretenimento” lá dentro, ora porque já nos “salvou a vida” várias vezes. Mas, o que fazer quando cai em água e deixa de funcionar? Para a maioria das pessoas, a resposta é “A técnica do Arroz”. O que não está nem correcto nem errado. Passamos a explicar.

O arroz absorve parte da humidade, sim. Mas apenas a superficial e que está em contacto com os grãos. Ou seja, a que não é responsável pelos danos no telemóvel. Essa encontra-se no interior do equipamento, onde o arroz não consegue chegar e infiltra-se na board/placa, danificando e queimando todos os componentes em contacto. Se a água não for removida o quanto antes, os componentes afectados criam o chamado “verdete” e danificam a placa. Originando assim, a impossibilidade de reparação.

Então, o que fazer se o teu smartphone cair em água?

  • 1 – Retira o smartphone rapidamente da água e não o tentes ligar nem colocar a carregar. Ou irás originar um curto-circuito;
  • 2 – Retira a tampa da bateria, as gavetas, a bateria (todos os componentes que é possível) e limpa o excesso de água com um papel absorvente ou com um pano macio;
  • 3 – Não tentes usar o secador de cabelo. Pode provocar o aquecimento do smartphone e por sua vez, causar danos nos circuitos;
  • 4 – Entrega o equipamento no Centro de Reparações mais perto de ti.

E o que faz a P-Telemóveis a estes equipamentos?

Em primeiro lugar, o equipamento é desmontado peça a peça e colocado numa tina de ultra-sons, para que toda a humidade seja removida. Depois, é analisado por um Técnico especializado que procura vestígios de curto-circuito ou danos causados pela corrosão da água. Em alguns casos – quando os passos acima descritos são cumpridos – basta remover a humidade e o equipamento volta a funcionar dentro da normalidade, pois foi “socorrido” a tempo. Mas na maioria das situações, infelizmente o equipamento não é logo entregue para reparação e é testado em casa pelo utilizador, na ansiedade de verificar se ainda funciona. Causando assim danos graves em vários componentes que vão precisar de ser substituídos, ou na pior das situações, problemas na board.

Agora já sabes. Se o teu telemóvel cair em água ou apanhar humidade, esquece o arroz. Dirige-te o quanto antes ao Centro Técnico de Reparação Mobile e evita problemas a longo prazo! Fazemos a reparação do teu smartphone em 2-3 dias.

Ainda não conheces a P-Telemóveis? 

Somos profissionais a reparar smartphones com humidade! Damos garantia sobre o serviço.

Se preferires, também podes solicitar primeiramente um orçamento grátis, através do link https://ptelemoveis.pt/pt/reparacoes

Reparações a preço reduzido, é na P-Telemóveis! 😉

  


www.ptelemoveis.pt


Seguinte